15ª edição do Festival de Folclore

Nova Prata abre homenageando o público

Postado há um mês na categoria Geral

Culturas de diversas partes do mundo estão unidas em uma grande festa de integração em Nova Prata. É a 15ª edição do Festival Internacional de Folclore que iniciou na última quarta-feira, dia 11 e prossegue até domingo, dia 15. A cidade recebe 11 países que estão proporcionando momentos e vivências únicos.

A programação iniciou durante o dia com as Feiras Gastronômica, do Artesanato, do Livro e do Comércio, na Praça da Bandeira e nos estabelecimentos comerciais do município. Nos educandários, os grupos participantes do Festival desenvolvem atividades de integração por meio do Projeto Escola.

Já na parte da noite, a emoção tomou conta do público que foi ao Ginásio Alcides Tarasconi, no bairro Santa Cruz. Logo na abertura, o tema desta edição foi evidenciado: “Todo artista tem de ir aonde o povo está”. A estrofe da música “Nos bailes da vida” de Milton Nascimento foi encenada pelos integrantes do Bailado Gaúcho, que se uniram a artistas de outros grupos da cidade e fizeram o agradecimento ao público que sempre apoiou e participou do Festival.

Na sequência, a abertura oficial contou com a apresentação de todos os grupos locais e internacionais. No palco, autoridades reforçaram a importância do Festival.

O prefeito Volnei Minozzo destacou que essa é a maior e melhor festa que une música e dança, evidenciando a maneira de ser, a convivência e a troca de experiências entre a comunidade e os artistas.

A secretária Adjunta de Cultura do Estado, Carmen Langaro, também destacou a importância do Festival. “Ele está entre os maiores e mais brilhantes do Rio Grande do Sul”, frisou. Carmen que representou o Governo do Estado, também parabenizou o público.

A deputada Any Ortiz traçou um paralelo entre quem faz o evento acontecer: O público busca o artista e o artista procura o público. Aqui nós encontramos todos, numa grande festa. Nova Prata se organiza e serve de exemplo, e mais do que isso, mostra a tradição”, enfatizou.

Para a presidente da Câmara de Vereadores, Clarice Chiomento Minozzo, o folclore representa dança, cultura e tradição passados de geração em geração. “Valorizar a cultura e conhecimento de todos os países participantes, as peculiaridades, as suas características e promover a integração, resultam no crescimento do ser humano. Esses são objetivos do nosso evento”, afirmou.

O presidente da 15ª edição do Festival de Folclore, André Nedeff, agradeceu a todos que o fazem: É pelo aplauso de vocês (público) que centenas de pessoas passam um ano inteiro ensaiando, pesquisando, pintando, preparando o momento que subirão ao palco por alguns minutos e receberão de volta os aplausos contagiantes. E existem tantos outros que sequer subirão a esse palco, mas que não medem esforços, tempo e dinheiro para proporcionar momentos como esse”.

O presidente do Comitê Executivo do FIDAF Mundial e da Federação Turca de Folclore, Gurhan Ozanoglu, foi quem destacou a principal novidade desta edição: o concurso internacional de danças folclóricas da FIDAF. Ozanoglu anunciou que Nova Prata é a primeira cidade na América a promover a competição. Disse estar feliz, pois a entidade engloba os cinco Continentes. “Para nós, são dias maravilhosos e desde já agradeço a todos os países que aqui estão para mostrarem toda a sua cultura”, disse ele em inglês.

O concurso inicia na noite desta sexta-feira, dia 13. Além dos jurados, o público também poderá votar baixando no seu celular o aplicativo Makadu.

As apresentações oficiais começaram com os grupos Grupo Novo Milênio, Apae, Argentina, Pré-Bailado/Bailadinho, Romênia, México, Eslováquia, Filipinas, Bulgária e Rússia.

Os ingressos estão sendo vendidos no Centro de Informações Turísticas de Nova Prata, na Praça da Bandeira e variam de R$ 8,00 a R$ 20,00.

Comentários